Últimas Notícias
SERRA-ES
26 fevereiro 2021

Marido se esconde em porta-malas e ataca esposa e amigo com uma picareta na Serra

pli090815na1005_min_ccefaf-3938606

Motivado pelo ciúme, um mecânico de 44 anos deu início a uma perseguição, que por pouco não se transformou em uma tragédia no bairro Novo Horizonte, na Serra. Acreditando que estava sendo traído, ele tentou golpear a esposa e um amigo dela utilizando uma picareta. Só não conseguiu porque a porta da casa estava trancada.
De acordo com os policiais militares que atenderam a ocorrência, o crime aconteceu por volta das 8h30 da manhã deste domingo (09), no bairro Novo Horizonte, na Serra.
Tudo começou quando Divino Marcos de Souza decidiu seguir a esposa, uma auxiliar de serviços gerais de 38 anos, por acreditar que ela tivesse um amante. Para tanto, ele se escondeu dentro do porta-malas do carro da família e acabou indo junto com a mulher à casa de um amigo dela.
Depois de conversarem um tempo na garagem, a mulher e o amigo, de 52 anos, seguiram para a cozinha para fazer um café. Nesse momento, Divino saiu do carro e tentou invadir a residência com uma picareta, que encontrou na própria casa. Como não conseguiu entrar, o homem quebrou a porta de vidro e começou a arrancar barra por barra do portão de ferro, que dava acesso à cozinha, ao mesmo tempo em que ameaçava as vítimas de morte.
Atordoado, o homem chegou a lançar a picareta no interior da casa, atingindo um micro-ondas. Mas, no momento em que se dirigia novamente para a garagem para buscar mais ferramentas, o mecânico bateu e travou um portão, ficando preso na casa. Com o descuido, a mulher e o amigo conseguiram fugir e correr para o meio da rua, onde chamaram a polícia. Ao chegar no local, os policiais se depararam com os dois, sendo que o homem segurava uma faca, usada, segundo ele, para se defender.
Aos militares, o agressor contou que agiu dessa forma ao ver a mulher e o outro homem de mãos dadas. “Ele disse que a gente podia prender ele, mas que ele iria matar o homem quando saísse”, relatou um dos policiais.
Já na delegacia, Divino confessou as ameaças, mas negou que chegaria a matar qualquer um dos dois. No entanto, para a delegada que recebeu o caso na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Natália Tenório, a afirmação não é convincente. “Se ele tivesse condições mínimas de acesso, talvez de fato ele teria matado”, ressaltou ela. O mecânico foi autuado por dupla tentativa de homicídio e encaminhado ao presídio de Viana.
Um homem possessivo e ciumento. Assim a auxiliar de serviços gerais, de 38 anos, descreveu o marido Divino Marcos de Souza, com quem é casada há 20 anos e que tentou golpeá-la com uma picareta na manhã deste domingo. A mulher nega que tenha havido traição.
De acordo com a delegada Natália Tenório, da Deam, a vítima relatou que o esposo costumava beber muito e que há algum tempo começou a usar drogas. Na noite de sábado (8) ele saiu de casa e só regressou no domingo pela manhã, quando os dois tiveram uma discussão e Divino saiu novamente de casa. Segundo a delegada, a mulher acreditava que Divino havia ido até uma oficina mecânica, enquanto, na verdade, ele havia se escondido no carro.
Como o marido não só evitava sair com ela, como também a proibia de ter amizades, inclusive de mulheres, a auxiliar de serviços gerais aproveitou o momento para ir à casa do amigo, a fim de conversar sobre o relacionamento conturbado. Foi então, que Divino os encontrou e os ameaçou de morte.
A mulher conta que já chegou a ser agredida duas vezes pelo mecânico, mas decidiu não se separar por razões financeiras, já que a filha do casal, de 19 anos, está cursando a faculdade.
pli090815na1001_min_cceec-3938587
Fonte: Gazeta Online

PREVISÃO DO TEMPO

CUPOM DESCONTO