Últimas Notícias
SERRA-ES
26 fevereiro 2021

Irmãos são mortos a tiros em Central Carapina, Serra

1_assassinato_irmaos_serra_13_09_15_1-3979018

Os irmãos Ronildo Correa, 32, e Ronilson Correa, 35, foram assassinados ao mesmo tempo na tarde de sábado (12), em ruas diferentes do bairro Central Carapina, na Serra. Eles pediam mais policiamento e providências para o fim da violência no bairro e familiares das vítimas acreditam que esse foi o motivo dos assassinatos.
O mecânico Ronildo estava na Avenida Vitória, local onde uma feira era realizada, tomando um caldo de cana e comendo um pastel em companhia da esposa. Ele foi abordado por dois bandidos que efetuaram os disparos e fugiram.
Já o irmão, Ronilson, estava a dois quarteirões da feira, na porta do supermercado onde trabalhava como segurança, quando foi assassinado. Ele estava do lado de fora quando foi atingido por vários disparos. Os moradores do bairro contaram que os dois eram casados, tinham filhos e eram pessoas boas que ajudavam o bairro.
“Eles cresceram no bairro, eram muito participativos. De certa forma, todo o bairro está sentido”, disse o pastor Edson de Jesus.
Ronildo concorria à vice liderança da associação de moradores do bairro. Há menos de um mês, ele participou de manifestações e pedidos de paz, após a morte do amigo dele, o estudante de engenharia Maycon Santos, que foi vítima de bala perdida.
Familiares contam que os irmãos nunca sofreram ameaças e que os assassinatos foram um choque e uma surpresa. Sem se identificarem, pessoas ligadas à família contam que o crime pode estar relacionado à busca constante de Ronildo por mais segurança na região.
Ele era candidato da chapa 2, na eleição para a liderança comunitária no bairro e buscava melhorias para a região. As eleições vão acontecer no próximo dia 27.
“Conheço eles há mais de 30 anos. Eram duas pessoas excelentes, principalmente o Nildo (Ronildo), que olhava o bairro e foi atrás de tudo aqui para baixo”, conta Valdir José do Amaral, 50 anos, carroceiro e amigo da família.
Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública informou que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Crimes Contra à Vida da Serra. Por enquanto ninguém foi preso. (Com informações do G1 ES)
Vítimas eram vizinhos de universitário
As vítimas do duplo assassinato no bairro Central Carapina participaram de vários protestos que pediam paz na comunidade, depois que o universitário Maycon Souza Santos, 24 anos, foi morto por uma bala perdida, no dia 14 de agosto, quando chegava em casa.
A população fez protestos por três dias na praça do bairro pedindo por segurança, cantando e orando. Somente nas primeiras semanas de agosto, seis pessoas foram mortas na região, segundo a população.
Pessoas de várias religiões se reuniram na praça do bairro, para pedir proteção aos que moram ali. Alguns usavam a camisa com a foto de Maycon.
Muito atuante no bairro e envolvido com a busca por melhorias na comunidade, Ronildo Correa, um dos irmãos assassinados, era vizinho e amigo do universitário e esteve presente nos protestos.
Na época, moradores e religiosos como o missionário Ozéias Pereira contaram que Maycon era um rapaz muito esforçado e querido no bairro e que a onda de violência assusta toda a população. Um vendedor também desabafou. “Violência tem em todo lugar, só que tem crescido muito no nosso bairro”.
Fonte: Gazeta Online

PREVISÃO DO TEMPO

CUPOM DESCONTO