Últimas Notícias
SERRA-ES
1 março 2021

Espírito Santo é o 3º no país com mais casos de dengue

A cada semana, dois mil casos de dengue são registrados no Espírito Santo, de acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Números do Ministério da Saúde apontam que o Estado já ocupa a terceira colocação no ranking nacional de incidência de casos de dengue. A explosão dos casos da doença tem deixado médicos e autoridades em alerta, mas, para a Sesa, não há um motivo em especial para justificar o grande crescimento no Estado.

Por Estado, o maior número de casos este ano foi em Minas Gerais, com 19.469 registros. Mas, ao se levar em conta a incidência, Mato Grosso, com 114,8 casos por 100 mil habitantes, Tocantins com 103 e o Espírito Santo, com 93,5 por 100 mil habitantes lideram o ranking negativo. Segundo a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesa, Gilsa Rodrigues, é uma característica da dengue ser mais presente durante alguns períodos.

“O ano passado teve uma certa tranquilidade, mas agora no início de 2016 teve esse grande aumento, mas a dengue se manifesta assim mesmo. Ano passado tivemos problemas mais no fim do ano e outros Estados tiveram problemas gravíssimos, não foi o nosso caso”, disse à CBN Vitória.
Neste ano, o Estado já registrou 10.718 casos de dengue. De acordo com o infectologista Lauro Ferreira da Silva Pinto, é notório nos consultórios o aumento de atendimentos a pacientes com dengue. A orientação, segundo o médico, além da combate à criação de focos do Aedes aegypti, é a hidratação constante, principalmente após o diagnóstico.
Kit dengue
Para os próximos dias, o Espírito Santo aguarda a chegada do “kit dengue” que faz exames rápidos para detectar a doença. A entrega está atrasada desde setembro do ano passado por parte do Ministério da Saúde.
Pneus de kartódromo preocupam
Em função das epidemias de dengue e de zika, o vereador de Vitória, Fabrício Gandini protocolou uma ação no Ministério Público Estadual pedindo providências em relação à retirada dos pneus do kartódromo de Jardim Camburi.
cda160216gz408-4222859
Gandini explica que o local está fechado há um ano, mas os pneus não podem ser retirados por se tratar de uma propriedade privada. “Já foram encontradas larvas no local. A prefeitura realiza vistorias quinzenalmente, mas é um custo absurdo que poderia ser investido em outros locais”, enfatiza.
Em nota, a Prefeitura de Vitória disse que todos os pneus foram furados para evitar acúmulo de água e que o local apresenta pouca incidência de mosquitos. “Sempre que se faz necessária a adoção de novas providências por parte dos proprietários, estes têm se mostrado solícitos e atendido às recomendações”, afirmou.
O MPES informou que a solicitação foi recebida nesta terça-feira (16) pela Promotoria Civil de Vitória da área da Saúde. Um ofício foi enviado à Prefeitura de Vitória para saber quais medidas e providências estão sendo tomadas.
Fonte: Gazeta Online

PREVISÃO DO TEMPO

CUPOM DESCONTO