Últimas Notícias
SERRA-ES
6 março 2021

Esperando ganhar R$ 25 mil, segurança da Serra perde R$ 400 em golpe do celular

487380548-golpe-celular-1

Um segurança perdeu R$ 400 ao cair em um golpe aplicado por estelionatários por meio de mensagem de celular. Vivaldo Gomes, que mora na Serra, foi informado de que teria recebido um prêmio de R$ 25 mil e obedeceu às instruções dos criminosos, na esperança de receber o prêmio. No entanto, ele estava sendo enganado.

O crime aconteceu na última terça-feira (21). O segurança recebeu uma mensagem de texto dizendo que ele havia concorrido e ganhado o dinheiro em uma promoção. Confiando na mensagem, Vivaldo respondeu à suposta organizadora do sorteio, que retornou com um código de acesso. Em seguida, uma ligação de um suposto funcionário da operadora fez com que o segurança acreditasse mais ainda na história.

“Eu mandei a mensagem e eles me ligaram falando que eu fui o quinto ganhador do Estado do Espírito Santo e havia ganhado R$ 25 mil. Só que para confirmar o prêmio, precisava ser feito o depósito. Disseram que a empresa era credenciada, passaram os dados com tudo certinho, número do endereço, protocolo, crachá”, contou.

O suposto atendente disse que, para conseguir o dinheiro, Vivaldo precisava depositar R$ 400 em uma determinada conta. No entanto, ele só arranjou R$ 250 e foi enganado mais uma vez, até completar a quantia.

“Fiquei meio cismado e falei que não estava dando certo. Ele falou ‘é porque esse dinheiro que você colocou não é suficiente para suportar esse prêmio que você conseguiu. Você deposita mais R$ 150, que aí sim vai dar certo’. Eu fui lá e depositei os R$ 150”, disse.

O prejuízo só não foi maior porque, dentro de um banco, um policial escutou a conversa de Vivaldo no telefone e interveio antes que ele fizesse uma simulação de empréstimo de R$ 10 mil. Depois de descobrir a farsa, a vítima recebeu outra ligação, dizendo que havia perdido a promoção.

“O policial pegou o telefone, deu uma bronca nele, que desligou o telefone de imediato. Logo em seguida ele ligou: ‘senhor Vivaldo, o seu prêmio foi cancelado porque você difamou a empresa e passou o telefone para outro’. Eu falei ‘rapaz, eu queria só o meu dinheiro de volta’. Aí eu já não consegui mais falar com eles”, lamentou.

Apesar de golpes como este já estarem bastante conhecidos, muita gente ainda cai. De acordo com a Delegacia de Defraudações de Vitória, somente este ano foram cerca 3 mil casos de crimes de estelionato no Estado. Muitos deles estão relacionados a mensagens de telefone.

De acordo com o delegado Márcio Lucas, responsável pelas investigações, a maneira como os criminosos agem é sempre semelhante e vai se aperfeiçoando ao longo do tempo. Em casos como o de Vivaldo, o mais difícil é localiza-los e prendê-los.

“Geralmente essas pessoas utilizam informações falsas para poder montar todos os cadastros que são feitos no sistema. Infelizmente a gente tem alguma falhas que permitem essas facilidades. E, com isso, eles conseguem viver na clandestinidade”, explicou o delegado.

O delegado ainda alerta sobre cuidados para não cair nesta cilada. “Antes de qualquer coisa, a gente tem que consultar se aquelas informações que estão sendo transmitidas são verdadeiras. Temos que deixar um pouco de lado essa ganância que a gente tem e passar a desconfiar um pouco mais daquilo que está sendo oferecido”, alertou Márcio Lucas.

Depois de ser vítima, Vivaldo também dá conselhos para que a história não se repita com outras pessoas. “Quando for assim não podemos ir diretamente por eles. Se ligarem, temos que falar que vamos confirmar direitinho e depois retornamos a ligação. Mas pode deixar isso quieto, que é furada”, garantiu.

Fonte: Folha Vitória

PREVISÃO DO TEMPO

CUPOM DESCONTO