Cresce número de acidentes domésticos durante o período de quarentena

A recomendação do isolamento social tem feito com que as pessoas fiquem mais tempo em casa. Com isso, o número de acidentes domésticos também cresceu. O Corpo de Bombeiros alerta para os cuidados nesta fase. 

Um dos primeiros cuidados é não usar álcool gel dentro de casa, como explica o coronel Carlos Wagner. “Em casa temos que usar água e sabão. O álcool gel é para os momentos que estamos na rua, onde não temos como lavar as mãos”. 

Segundo o coronel do Corpo de Bombeiros, muitas pessoas estão estocando o produto em casa e isso é perigo, pois é algo extremamente inflamável. “As crianças estão em casa e é preciso orientá-las para que acidentes não aconteçam. Precisamos entender que o produto é um perigo e que pode desencadear um incêndio dentro de casa”. 

O álcool deve ficar longe da cozinha, em local alto e, de preferência, em um armário com portas. Isso é importante para a segurança das crianças e dos adultos. “E, se por acaso usar o álcool gel em casa, após a higienização é essencial lavar as mãos para retirar o produto. Assim, sua utilização não representará um perigo”, orientou o coronel Carlos Wagner. 

Outro perigo destacado por ele é deixar o álcool gel no carro, pois a alta temperatura do dia dia pode levar a um incêndio. “O ideal é sair do carro é levá-lo na sua bolsa ou no bolso. Nunca deixá-lo no interior do automóvel”. 

Cuidados com as crianças

O coronel ainda deixou uma orientação para as mulheres que estão amamentando. Ele explicou que esta fase da vida é muito cansativa e está ainda mais devido à pandemia do Novo Coronavírus. 

“Muitas mulheres deitam durante a amamentação, acabam dormindo e podem, sem a intenção, ficar sobre o bebê e o sufocar. Isso pode levar a criança ao óbito. O ideal é sempre amamentar sentada ou em pé. Deitada só se tiver outro adulto para retirar o bebê assim que ele for alimentado e levá-lo para um local seguro”, orientou.  

De acordo com o coronel, também é preciso bloquear o acesso das crianças à cozinha para que não tenham acesso à facas e outros objetos cortantes. “Banho de balde também não deve ser feito, pois a criança pode, em outro momento, quando um adulto não estiver perto, colocar a cabeça no balde, não conseguir sair e morrer”.  

Fonte: Folha Vitória

PREVISÃO DO TEMPO

CUPOM DESCONTO