Últimas Notícias
SERRA-ES
7 março 2021

Casal recebe ameaças e vive escondido há seis meses

untitled_1_min_acf-3912844

Um casal passou a viver escondido após começar a receber ameaças através de mensagens de celular, ligações e redes sociais. As vítimas são uma cabeleireira e um soldado da Polícia Militar, que contaram que quem manda os recados exige a separação dos noivos.
A cabeleireira, que tem 21 anos, contou que começou a receber as mensagens em janeiro deste ano. Uma delas avisava: “seu prazo para terminar com ele está terminando, não me faça continuar com o meu plano”.
Em outra, a pessoa deu uma prova de que conhece a rotina do casal: “você decide o que vai ser o fim de semana de vocês, pois sei que ele está de folga”.
As mensagens às vezes passavam ainda mais detalhes, como uma que mostrava um mapa da casa do noivo da cabeleireira: “termina logo, antes que você vire viúva”.
A vítima contou que o conteúdo de algumas mensagens passa a ideia de que um grupo está por trás das ameaças, e não apenas uma pessoa.
Foto: ReproduçãoCasal é ameaçado e passa a viver escondido
“As mensagens são ofensivas. Me chamam de vagabunda, falando que eu traía o meu noivo, que iam me sequestrar e matar ele. Já recebi mensagem de gente falando que estava saindo do esquema, de nos perseguir, mas não sei quantos estão por trás disso”, falou.
O casal trocou o número do celular várias vezes e já se mudou para três endereços diferentes, mas sempre é descoberto.
Há um mês e meio o soldado está afastado do trabalho por problemas psicológicos, gerados pela situação. Ele já foi espancado na rua duas vezes, uma vez por um grupo e outra por dois homens com capacetes de moto.
“Meu noivo está muito abalado com tudo isso, já tentou até se matar. Ele fica se sentindo culpado, pois antes eu tinha emprego fixo, e agora está tudo mais difícil”, disse.
A mãe do soldado também já foi ameaçada. “Buzinaram no portão e eu fui abrir achando que era o correio, mas quando vi eram dois indivíduos em uma moto, que apontaram uma arma para mim. Eles exigiram a presença do meu filho, mas falei que ele não estava. Depois falaram que iam pegar a noiva dele”, contou a vítima.
A ocorrência foi registrada na Delegacia de Crimes Virtuais. “Na última vez que fomos lá, falaram que estavam dando prioridade ao nosso caso, mas até agora nada. Acho um absurdo. Quem manda as mensagens conhecia toda a escala de trabalho do meu noivo e mesmo quando ele trocava de companhia, era descoberto”, disse.
Investigação
O casal contou que não sabe quem manda as mensagens, mas que entregou à polícia uma lista com nomes de possíveis suspeitos.
Por meio de nota, a Polícia Civil informou que as investigações estão sendo realizadas, mas que está com dificuldade de localizar os autores da ameaça.
Fonte: Gazeta Online

PREVISÃO DO TEMPO

CUPOM DESCONTO