Últimas Notícias
SERRA-ES
27 fevereiro 2021

Brasil leva passeio em Santiago e perde para o Chile na estreia

cq1p2gfxaaah8zz_min_cdc-4006396

Em clima de Libertadores e com aula do técnico argentino Jorge Sampaoli, o Chile venceu por 2 a 0 o Brasil na estreia das Eliminatórias da Copa, na noite desta quinta-feira (8), em Santiago, no Estádio Nacional. Teve até “olé” da empolgada torcida vermelha.

Após uma mudança no fim do primeiro tempo, tirando o zagueiro Silva e colocando González, que joga mais aberto saindo do meio, os donos da casa dominaram o jogo e puseram o Brasil para jogar no contra-ataque, quebrando um tabu sem vitórias que já durava 15 anos. De quebra, foi a primeira derrota do Brasil em estreias nas Eliminatórias.
Antes mesmo de abrir o placar com o gol de Vargas, que aproveitou bola cruzada para vencer Jefferson, a “Roja” já havia parado duas vezes na trave, com Sanchez e Isla. Sánchez fez 2 a 0 no fim do jogo após bela trama coletiva.
Assim como esperava Dunga, o pré jogo teve mistério na escalação, provocação antes de a bola rolar e faltas para matar as jogadas.
Os donos da casa iniciaram a partida com três zagueiros fixos, não davam espaços e esperavam o Brasil errar para tentar animar sua torcida. Tentavam também explorar as laterais, especialmente as costas de Marcelo.
Não foi o suficiente. O mais perto do gol foi uma bola de Sánchez na trave. Do outro lado, a equipe de Dunga buscava muitas bolas aéreas, as saídas de bola com Douglas Costa e tiros de longe com Hulk. Em uma delas, também viu a bola parar no pau.
No segundo tempo, os chilenos voltaram com ainda mais ímpeto. Empurrados pela torcida e também pela substituição de Sampaoli, que trocou um zagueiro por González, passaram a dominar as ações. E o placar construído no segundo tempo expressa o domínio chileno na etapa final.
FICHA TÉCNICA
Chile 2 x 0 Brasil
Chile: Claudio Bravo – Gary Medel, Francisco Silva (Mark González), Gonzalo Jara; Mauricio Isla, Marcelo Díaz (Christian Vilches), Arturo Vidal, Jean Beausejour; Alexis Sánchez, Jorge Valdivia (Matías Fernández) e Eduardo Vargas. Técnico: Jorge Sampaoli.
Brasil: Jefferson; Dani Alves, Miranda, David Luiz (Marquinhos), Marcelo; Luiz Gustavo (Lucas Lima), Elías – Oscar, Douglas Costa, Willian; Hulk (Ricardo Oliveira). T: Dunga.
Estádio: Nacional (Santiago)
Árbitro: Roddy Zambrano
Gols: Eduardo Vargas, aos 28 e Alexis Sánchez, aos 44 do segundo tempo
Fonte: Uol Esportes

 

PREVISÃO DO TEMPO

CUPOM DESCONTO